Carregando página...

Todas as 18 bandeiras LGBT e os seus significados

Primeiramente, depois da revolta de Stonewell, os direitos dos LGBTs foram se estabelecendo pelo mundo. A resistência de gays, lésbicas, travestis e drag queens enfrentando a polícia local. O episódio ficou marcado na história da comunidade, e é comemorado no dia 28 de junho, o Dia Internacional do Orgulho LGBT. A data serve para celebrar a vitória e não esquecer do passado.

Vale ressaltar que ao tempo que a sociedade evolui, novas siglas são descobertas e assim, e mostradas ao mundo. Sendo assim, agora você verá todas as bandeira. Acompanhe toda a história da comunidade.

Bandeira LGBTQI+

bandeira lgbtqi+

A bandeira colorida é a mais conhecida no mundo todo. Contendo seis cores, ela representa todos os que fazem parte da comunidade LGBT, e não somente a comunidade Gay, como foi durante alguns anos. A bandeira foi criada em 1978 pelo artista Gilbert Baker e foi apresentada ao pública a bandeira LGBTQ+ durante o desfile do orgulho gay nos EUA.

Bandeira Gay

bandeira gay

A bandeira Gay foi alterada e atualmente é representada pelas cores azuis e verde mostradas acima. Como dito anteriormente, ela era reconhecida como a bandeira colorida mostrada acima. A bandeira representam homens que sentem atrações por outros homens. Sua criação não visava substituir a bandeira colorida, mas sim, uma que representasse unicamente sua comunidade.

Bandeira Lésbica

bandeira lésbica listrada

A nova versão da bandeira lésbica é representada pelo degrade das cores vermelho e roxa. Antigamente, também era usada uma bandeira roxa com um triângulo preto no meio, o qual é um valor histórico, que remente a movimentos separatistas. Apesar de nova, a bandeira tem sido criticada pelas cores, já que, ao mesclar as cores elas levam a um tom de rosa, reforçando estereótipos da mulher feminizada.

Bandeira Bissexual

bandeira bissexual

A bandeira Bi, representada pelas cores rosa, roxo e azul, representam quem sente atrações por dois gêneros, por isso, o bi, que é 2. O rosa representa a atração por mulheres, o azul, por homens. O roxo no meio é a mistura dos dois. A bissexualidade muitas vezes é confundida com a pansexualidade, pois são sexualidades parecidas, mas os contextos históricos são diferentes.

Bandeira Pansexual

bandeira pansexual

A bandeira que representa a comunidade Pan é representada pelas cores, rosa, amarelo e verde água. Apesar de ser bem parecido com o bissexualidade, a pansexualidade tem contexto histórico diferente. A Pansexualidade é a atração sexual, romântica ou emocional em relação às pessoas, independentemente de seu sexo ou identidade de gênero. Pessoas pansexuais podem se referir a si mesmas como cegas a gênero, afirmando que gênero e sexo não são fatores determinantes em sua atração sexual ou romântica por outros.

Bandeira Assexual

bandeira assexual

A assexualidade pode ser definida como sexualidade ou falta de sexualidade. Ou seja, é quando a pessoa não sente atração sexual, amorosa ou afetiva por ninguém.Com tudo isso, o preto representa os assexuais que nunca sentem atração sexual, a cinza representa os que sentem raramente, ou os demissexuais e a branca representa as pessoas que não se encaixam nesses dois grupos. A parte roxa representa toda a comunidade.

Bandeira Transexual

bandeira trans transexual

A comunidade trans é uma das principais vertentes do movimento LGBT, e também as que mais sofrem, já que não se encaixam no padrão da cisnormatividade. Representada pelas cores azul, rosa e branco que representam o homem, a mulher e a transição de gênero, respectivamente. Para ser trans você não necessariamente precisa ter feito alguma cirurgia ou tomar hormônios, ser trans é simplesmente ser e sentir, é a identificação Além disso, vale ressaltar que Trans e Travesti são as mesmas coisas. O termo travesti era usado para denegrir essas pessoas, e agora usam como forma de empoderamento.

Bandeira Bigênero

bandeira bigênero

A bandeira com as cores rosa, amarelo, branco, lilás e azul, corresponde a comunidade bigênero. Que trata da identificação com dois gêneros, podendo ser eles homem, mulher ou não-binárie (dois juntos). E vivendo mudando conforme se sente bem. Contudo, o pronome usado para se referir a pessoas com essa identidade de gênero geralmente é o pronome neutro, elu/delu.

Bandeira Não-binário

bandeira não binário

Essa bandeira representa a não binaridade, que é um termo guarda chuva que designa pessoas que não são integralmente ou exclusivamente homem ou mulher (abrangendo desde o que está entre esses dois gêneros até o que está completamente fora, já que o espectro de gênero não é uma linha reta). Expressando a forma que se sente da melhor forma. As cores da bandeira da não binaridade são amarelo, branco, lilás e preto

Bandeira Intersexo

bandeira intersexo

O termo intersexo se refere a pessoas com alguma variedade genética, que fazem com que seu órgão sexual não se encaixe no padrão de “sexo masculino” ou “sexo feminino”. Todavia, eles não são obrigatoriamente uma parte da comunidade LGBTQI+, porém se uma pessoa intersexo quiser se considerar da comunidade, ela é válida. As bandeira contém as cores amarelo com um círculo roxo no meio.

Bandeira Agênero

bandeira agênero

O termo agênero se refere a pessoas que não possuem ausência de gênero ou não se identifica com nenhum. Todavia, o também é usado por pessoas que não sabem definir o próprio gênero. As cores da bandeira são preto, cinza, branco e verde

Bandeira Arromântico

bandeira arromântico

Essa bandeira, de cores verde, verde claro, branco, cinza e preto, se refere a pessoas arromânticas. Contudo, o arromantismo, como a assexualidade, é extremamente mal representado. É sobre não sentir nenhuma atração romântica – ou muito pouco – por um parceiro.

Bandeira Queer

bandeira queer

Se refere a pessoas que não são 100% homens, nem 100% mulheres. Contudo o Wikipedia, denomina que Gênero-queer ou genderqueer é um tipo de gênero não-binário, em que as pessoas se identificam como fora do gênero masculino, e do gênero feminino, independentemente do gênero atribuído ao nascer. A bandeira queer tem as cores roxo, branco e verde.

Bandeira Ginessexualidade

bandeira ginesexual

Significa atração pela feminilidade e/ou por esteriótipos femininos no geral. Essa sexualidade foi criada principalmente para pessoas não-binaries, já que elus não têm um gênero binário para se classificar como homossexuais. As cores da bandeira são rosa, marrom e verde

Bandeira Demissexual

bandeira demissexualidade

A bandeira é referente aos demissexuais termo que, dentro do espectro assexual, se refere a quem só sente atração sexual pelas pessoas após uma certa convivência e relação de intimidade. Ou seja, pessoas que conhecem. Assim, as bandeira demi tem as cores preto, roxo, branco e cinza.

Bandeira Gênero Fluido

bandeira gender fluid genero fluido

Ainda mais, pessoas gênero-fluido (genderfluid) são pessoas que mudam de gênero de tempos em tempos. O rosa é a feminilidade, branco a ausência de gênero, o roxo é mistura entre feminino e masculino, preto são todos os gêneros e azul a masculinidade.

Essa são as bandeiras mais usadas na comunidade, lembre-se de respeitar todos que fazem parte dela. Todavia, com tantas identidades e tantas formas de identificação por aí, é possível que tenhamos esquecido de alguma. Se viu que esquecemos de alguma, nos mande um comentário. O Love Cell agradece a leitura. 🙂

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Veja mais: